Madeira e verde se destacam em casa

Madeira e verde se destacam em casa

Um terreno bem localizado, em uma região nobre do Rio de Janeiro, é algo que não pode ser dispensado. Foi com isso em mente que a arquiteta Monica Vieira adquiriu um sobrado sem valor arquitetônico no coração da Gávea, zona sul da cidade.

 

A intenção era construir ali um espaço de trabalho multiuso, onde o seu escritório pudesse funcionar. O problema é que o lote tinha medidas bastante limitadas, menos de 60 m².

 

Tal condição impôs desafios importantes ao projeto, reconhecido com menção honrosa no 52° Prêmio Anual do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-RJ), no final de 2014. No lugar do antigo imóvel, foi erguido um edifício com 156 m² distribuídos por quatro pavimentos.

 

Para maximizar a área útil e diminuir perdas com elementos estruturais, a arquiteta optou pela estrutura de aço, o que permitiu vãos livres mais amplos. Além do aço, a madeira (grápia) foi empregada com abundância em esquadrias, escada, deques e fachada.

 

 

Os andares foram delimitados apenas pela circulação vertical e banheiros. Na falta de afastamentos laterais e de fundo, foi instalada uma claraboia na parte de trás da construção para garantir ventilação cruzada e entrada de luz nas salas. Sob essa entrada de luz natural foi posicionada a escada composta por degraus fixados apenas nas paredes laterais e que ajuda a integrar os ambientes.


Na fachada, a estrutura metálica aparente serve de moldura para as esquadrias de madeira. Também foram empregadas venezianas com palhetas articuladas para garantir privacidade, bem como para controlar a luminosidade e a ventilação.


Mônica conta que a pouca área disponível induziu a construção de jardins verticais no muro que dá para a rua, nos muros laterais, e na fachada. A solução, associada às venezianas de madeira, conferiu à construção uma aura bucólica, que se integra bem com o tradicional bairro.

 

 

 

 

 

Fonte: casavogue.globo.com/Interiores/casas/noticia/2015/03/madeira-e-verde-se-destacam-em-casa.html

 

« voltar Recomendar/Indicar este conteúdo